Compartilhar
Informação da revista
Vol. 81. Núm. 2.
Páginas 222-223 (Março 2015)
Compartilhar
Compartilhar
Baixar PDF
Mais opções do artigo
Vol. 81. Núm. 2.
Páginas 222-223 (Março 2015)
Open Access
Unilateral malformation: adaptation of the frequency modulation system
Malformação unilateral: adaptação do sistema de frequência modulada
Visitas
...
Maria Fernanda Capoani Garcia Mondellia, Regina Tangerino de Souza Jacoba, Larissa Germiniani dos Santosb, Vanessa Luiza Destro Fidênciob
a Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de S??o Paulo (USP), Bauru, SP, Brasil
b Programa de P??s-gradua????o em Fonoaudiologia, Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de S??o Paulo (USP), Bauru, SP, Brasil
Informação do artigo
Texto Completo
Bibliografia
Baixar PDF
Estatísticas
Tabelas (1)
Tabela 1. Resultados obtidos no hearing in noise test
Texto Completo

Introdução

A privação sensorial decorrente de uma malformação de orelha unilateral pode ocasionar um atraso na aquisição e desenvolvimento da linguagem, afetando o desenvolvimento social, psíquico e educacional do indivíduo.1

As malformações de orelha são anomalias que ocorrem no período de desenvolvimento embrionário e podem acometer as orelhas externa, média e/ou interna. A deficiência auditiva é um dos achados clínicos mais comuns nestes indivíduos, podendo variar quanto ao tipo e grau, dependendo do seu comprometimento.1

Dentre as queixas mais comuns referidas por indivíduos com perda auditiva unilateral estão a dificuldade em compreender a fala em ambientes ruidosos e, consequentemente, um esforço maior em ambiente escolar.2

Nestes casos, a intervenção consiste em oferecer a amplificação sonora para favorecer a estimulação auditiva; assim,

surgem como alternativas o Aparelho de Amplificação Sonora Individual por via óssea, o Aparelho de Amplificação Ancorado ao Osso e Sistema de Frequência Modulada (FM).

O sistema FM permite o envio de informações sonoras sem fio, fazendo com que o sinal captado pelo microfone do transmissor seja enviado diretamente ao indivíduo, eliminando os prejuízos da informação auditiva causados pela distância da fonte sonora e ruído de fundo.

Este estudo clínico avaliou a efetividade do Sistema FM em um caso de malformação unilateral.

Apresentação do caso

K.A.S., nascida em 16/08/2002, apresentava malformação e perda auditiva severa à direita. Em 2013, buscou auxílio devido à dificuldade de compreensão da fala em sala de aula.

Foi realizada adaptação do Sistema FM (PHONAK), com receptor ISenseMR e transmissor InspiroMR na orelha esquerda (audição normal).

Para verificação do sistema, foram realizados os seguintes procedimentos:

1. Hearing In Noise Test (HINT): teste de percepção da fala adaptativo no qual o indivíduo é solicitado a o reconhecer e a repetir sentenças simples no silêncio e no ruído, realizado de acordo com a recomendação do guia da AAA,3 a 180º.

2. Classroom Participation Questionnaire (CPQ): avaliação subjetiva da participação do aluno em sala de aula,4através de questionário preenchido pelo próprio aluno. O questionário contém 28 situações auditivas, divididas em quatro subescalas, nas quais são pontuadas de 1 (quase nunca); 2 (às vezes); 3 (normalmente); e 4 (quase sempre).

Os resultados indicaram que, após os uso do sistema FM por um período de três meses, a pontuação sobre “Compreensão de Professores” aumentou de 16 para 24, “Compreensão de Estudantes” foi de 8 para 13, “Aspectos Positivos” de 9 para 15, e “Aspectos Negativos” de 16 para 12, indicando melhora da participação da paciente em sala de aula.

Discussão

A paciente, em consequência de sua malformação de orelha, apresentava dificuldades escolares. O ruído ambiental dificulta a comunicação oral e pode gerar prejuízos físicos, emocionais e educacionais, além de prejuízos na aprendizagem, pois o aluno poderá perder parte do conteúdo, ou mesmo receber a mensagem com distorções.

No ambiente acadêmico podem ser observados os benefícios mais significativos do sistema FM, uma vez que este garante o melhor acesso à informação e ao conhecimento que está sendo transmitido diretamente ao aparelho sensorial auditivo.

A partir dos resultados (tabela 1), foi possível observar que K.A.S. apresentou desempenho satisfatório no HINT, confirmando a proposta do FM de favorecer a relação sinal/ ruído, corroborando dados de pesquisa realizada com uma população de sete a 13 anos.5

A pontuação do CPQ indicou benefício em sala de aula, pois pontuações mais altas são desejáveis, exceto para escala de “Aspectos Negativos”, na qual a pontuação invertida é a esperada.

Indivíduos com perda auditiva unilateral apresentam dificuldades auditivas e podem ser beneficiados com a amplificação,6 dentre as possibilidades está o sistema FM.

Comentários finais

O sistema FM favoreceu a percepção da fala e participação em sala de aula.

Conflitos de interesse

Os autores declaram não haver conflitos de interesse.


Recebido em 16 de setembro de 2014;

aceito em 23 de novembro de 2014

DOI se refere ao artigo: http://dx.doi.org/10.1016/j.bjorl.2015.01.002

Como citar este artigo: Modelli MF, Jacob RT, dos Santos LG, Fidêncio VL. Unilateral malformation: adaptation of the frequency modulation system. Braz J Otorhinolaryngol. 2015;81:222-3.

☆☆ Instituição: Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo (USP), Bauru, SP, Brasil.

* Autor para correspondência.

E-mail:mfernandamondelli@hotmail.com (M.F.C.G. Mondelli).

Bibliografia
[1]
Adapta????o do aparelho de amplifica????o sonora individual por via ??ssea em crian??as portadoras de malforma????o de orelha externa e m??dia. Arq Int Otorrinolaringol. 2005;9:310-6.
[2]
Listening effort and fatigue in school-age children with and without hearing loss. J Speech Hear Res. 2002;45:5.
[3]
Dispon??vel em: http://www.audiology.org/resources/documentlibrary/documents/hatguideline.pdf.
[4]
Participation in regular classroom of student with hearing loss: frequency modulation system use. CoDAS. 2014;26:308-14.
[5]
Sistema de frequ??ncia modulada em crian??as com defici??ncia auditiva: avalia????o de resultados. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2012;17:417-21.
[6]
Unilateral hearing loss: benefits and satisfaction from the use of hearing aids. Braz J Otorhinolaryngol. 2011;77:221-8.
Idiomas
Brazilian Journal of Otorhinolaryngology

Receba a nossa Newsletter

Opções de artigo
Ferramentas
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.